EnglishPortugueseSpanish

Sistema Fotovoltaico de Sustentação de um Circuito de Iluminação em Corrente contínua

Resumo do projeto

Disprósio, da família lantanídica, tem um estudo negligenciado, sua FISPQ é incompleta, nem se sabe a respeito de sua toxicidade. Contudo, detém grande demanda de uso, o que impulsionou o pensamento de usá-lo para detecção datiloscópica, a fim de que, pela luminescência, constitua um método menos nocivo e mais exato. As propriedades ópticas elementar são promissoras, mas, a estabilidade e reatividade não fazem elucidação, necessitando de uma matriz híbrida. Portanto, o objetivo é a análise literária científica para verificação dos pressupostos e comprovação do descaso dos elementos “terras raras”. Para os resultados, é necessário uma metodologia de produção hipotética, visto isso, é visado o método sol gel para estruturação da matriz, utilizando TEOS e cloreto de disprósio, seguido de ativação da superfície da sílica e funcionalização pelo método de Stöber, o que confere APTES/APTMS no composto e caracterizações para confirmar e estudar a matriz. A partir disso, a arguição das hipóteses é feita por comparação do presente na literatura, sendo a coloração da emissão, podendo ser amarela; a geração de fosforescência, comum entre os compostos de lantanídeos coordenados; conjugação com aminoácidos, proteínas e carboidratos da impressão digital, resultando numa boa revelação e possível aplicabilidade em superfícies porosas. Para confirmar o descaso das terras raras é realizada uma pesquisa de campo com 12 perguntas, contando com professores e alunos da ETEC Lauro Gomes e outros. Também retratando a luminescência e a papiloscopia, o que possibilita a confirmação do esperado, com um agravante adicional, visto que 44% das respostas são de profissionais ou estudantes da química. Logo, a análise é efetuada de forma efetiva, todavia, não completa pela falta de informações e prática, o que evidencia o descaso com as terras raras. Sendo assim, é preciso uma continuação, para comprová-lo e contribuir para um maior conhecimento das terras raras e complementar a FISPQ do disprósio. Palavras-chave: Luminescência. Datiloscopia. Lantanídeos. Organo-inorgânico. Terras Raras.

Alunos

Amanda de Brito Rech
Claudiomiro da Silva Meira Júnior
Henrique de Jesus Acosta

Orientadores

Deny Halison Pontin
Carla Adriana da Silva Barbosa

Instituição

Escola Técnica Estadual Frederico Guilherme Schmidt
São Leopoldo /
  RS –
  Brasil

Votação popular*

Gostou? Então vote e compartilhe agora:

3+

Deixe seu comentário

O que você achou deste projeto? Participe deixando seu comentário a seguir:

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luana
Luana
10 meses atrás

ParabénsAmanda, Claudiomiro e Henrique!!! Gostamos muito do seu trabalho, somos uma empresa e queremos lhe incentivar em relação ao futuro.
Nos chame no whatsapp 982951815
E boa sorte no seu projeto ❤

0

Votação popular*

Gostou? Então vote e compartilhe agora:

3+

Alunos

Amanda de Brito Rech
Claudiomiro da Silva Meira Júnior
Henrique de Jesus Acosta

Orientadores

Deny Halison Pontin
Carla Adriana da Silva Barbosa

Instituição

Escola Técnica Estadual Frederico Guilherme Schmidt
  RS –
  Brasil

Prêmios e Incentivos Educacionais Oferecidos

Conheça outros projetos

Confira a apresentação de outros projetos científicos que também estão concorrendo:

Feicipaz – Feira de Iniciação Científica do Colégio Sinodal da Paz.
RS –
Brazil
Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha
Novo Hamburgo /
RS –
Brasil
FeNaDANTE – Feira Nacional de Ciência e Tecnologia – Colégio Dante Alighieri
SP –
Brazil
1
0
Clique para deixar seu comentário e participar!x
()
x

Premiação Júri Popular

Para a premiação do Júri Popular, só serão considerados válidos os votos únicos (um por usuário) e que forem realizados entre 0:00 de 09/12 às 23:59 de 10/12.

Teste do Perfil Empreendedor

Preencha os seus dados a seguir para realizar o seu teste: