EnglishPortugueseSpanish

Educação remota em tempos de pandemia: um estudo comparativo entre o sistema público e privado na cidade de São Paulo

Resumo do projeto

O ano de 2020 está sendo marcado pela profunda crise epidemiológica causada pela doença respiratória COVID-19, que forçou o maior isolamento em massa da história, atingindo diretamente a área da educação; de acordo com a ONU, mais de 1 bilhão de estudantes no mundo ficaram afastados das escolas. No Brasil, estima-se que tenham sido impactados mais de 44 milhões de estudantes do ensino básico. Em São Paulo, que abriga aproximadamente 10% dos alunos brasileiros, menos da metade dos alunos da rede pública conseguiram acessar as atividades remotamente. Dessa maneira, essa pesquisa compreender de que maneira a educação realizada à distância pode ter inovado ou reproduzido modelos anteriores e como o colapso de práticas anteriores à pandemia se potencializaram e materializaram diferenças estruturais numa cidade que possui cerca de 18% dos jovens em idade escolar sem acesso à Internet ou acessando somente pelo celular, segundo o Mapa da Desigualdade Social de São Paulo de 2020. Para a realização da pesquisa foram entrevistados 13 alunos de seis escolas particulares e cinco docentes e gestores de cinco escolas públicas de São Paulo. A análise das entrevistas mostrou que, embora tenha sido necessária uma adaptação junto aos professores e alunos ao formato virtual, todas as escolas particulares analisadas conseguiram adaptar-se à estrutura pedagógica online com aulas ao vivo e gravadas, avaliações e outras práticas que já eram virtuais; enquanto nas escolas públicas, o deslocamento para o meio virtual precisou ser muito maior. As entrevistas também revelaram que apesar de uma diversidade de possibilidades de acesso aos diferentes canais off-line fornecidos pelas escolas estaduais e municipais, menos da metade dos estudantes conseguiram entregar as atividades pedidas pelos professores. Diante da necessidade de a Escola passar a depender totalmente do meio virtual e grande parte dos estudantes de escolas públicas não terem acesso a esse ambiente, fica claro como esse momento pode se tornar mais um fator para potencializar a desigualdade entre os sistemas público e privado. Diante desse cenário, a pesquisa revelou a importância de pensar em medidas que procurem num primeiro momento, a universalização do acesso à rede, propondo como ideia de intervenção o compartilhamento e a construção de um site de banco de dados que pudesse ser disponibilizado por professores e alunos de escolas privadas com os alunos de escolas públicas que acabaram impactados nesse momento. Em nosso entendimento, essas propostas vão ao encontro da ideia da possibilidade de uma outra globalização, tal qual sugeriu o geógrafo Milton Santos em sua obra “Por outra Globalização”, que ao discorrer sobre os efeitos perversos da globalização indicado em seus estudos, apresentou os possíveis caminhos para que a humanidade buscasse uma outra globalização menos desumana e perversa. Palavras-chave: Educação – Pandemia – Crise Palavras-chave: Educação – Pandemia – Crise

Alunos

Amanda Maeda Villela de Andrade
Carolina Vasconcellos Tambasco

Orientadores

Andrea Vasconcellos Crespo

Instituição

Escola Lourenço Castanho
São Paulo /
  SP –
  Brasil

Votação popular*

Gostou? Então vote e compartilhe agora:

19+

Deixe seu comentário

O que você achou deste projeto? Participe deixando seu comentário a seguir:

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Votação popular*

Gostou? Então vote e compartilhe agora:

19+

Alunos

Amanda Maeda Villela de Andrade
Carolina Vasconcellos Tambasco

Orientadores

Andrea Vasconcellos Crespo

Instituição

Escola Lourenço Castanho
São Paulo /
  SP –
  Brasil

Prêmios e Incentivos Educacionais Oferecidos

Conheça outros projetos

Confira a apresentação de outros projetos científicos que também estão concorrendo:

Escola Alef Peretz
São Paulo /
SP –
Brasil
Escola de Aplicação Feevale
Novo Hamburgo /
RS –
Brasil
Escola Técnica Estadual Monteiro Lobato
Taquara /
RS –
Brasil
0
Clique para deixar seu comentário e participar!x
()
x

Premiação Júri Popular

Para a premiação do Júri Popular, só serão considerados válidos os votos únicos (um por usuário) e que forem realizados entre 0:00 de 09/12 às 23:59 de 10/12.